São Paulo Futebol Clube

O início da história do São Paulo Futebol Clube (SPFC) se deu em função da história do Clube Atlético Paulistano. Este sempre foi um clube de peso na cidade de São Paulo, mas não era a favor do profissionalismo que o futebol estava adotando. O resultado foi que alguns jogadores do Paulistano migraram para um outro clube, a Associação Atlética das Palmeiras, que possuía um estádio próprio, mas que estava com muitas dívidas. Foi essa fusão que deu origem ao São Paulo, no dia 27 de janeiro de 1930, mas, por motivo simbólico (data de aniversário da fundação da cidade de São Paulo), o documento oficial ficou datado de 15 de janeiro de 1930.

Com muitos títulos conquistados desde a primeira década de sua existência, o São Paulo Futebol Clube, na década de 1960, passou a investir na construção de um estádio até hoje gigantesco: o Cícero Pompeu de Toledo, popularmente chamado de Morumbi.

A primeira partida, de futebol do clube foi realizada em 1930 (como São Paulo da Floresta), contra a equipe do CA Ypiranga. São Paulo 0x0 Ypiranga, em jogo válido pelo campeonato paulista. E em 1933, o São Paulo da Floresta bateria o Santos por 5 x 1 na primeira partida de futebol profissional do Brasil.

Já a primeira partida do São Paulo (do Morumbi) fundado em 16 de dezembro de 1935 (estatutos válidos até 2016) foi contra a AA Portuguesa Santista, um amistoso no Estádio Palestra Itália, que terminou com vitória por 3 a 2, realizada em 25 de janeiro de 1936. Os gols do São Paulo foram marcados por Carazzo (2) e Antoninho (autor do primeiro gol do jogo), já os da Portuguesa foram marcados por Ruy (contra) e Franco.

Títulos

Títulos Internacionais

Campeonato Mundial de Clubes – 1992, 1993 e 2005

Copa Libertadores da América – 1992, 1993 e 2005

Copa Sul-Americana – 2012

Recopa Sul-Americana – 1993 e 1994

Supercopa Libertadores – 1993

Copa Conmebol – 1994

Copa Master da Conmebol – 1996

Títulos Nacionais

Campeonato Brasileiro – 1977, 1986, 1991, 2006, 2007 e 2008

Copa dos Campeões Mundiais – 1995 e 1996

Torneio Rio-São Paulo – 2001

Copa dos Campeões Estaduais Rio-São Paulo – 1931, 1943, 1946, 1948, 1953, 1956, 1957, 1975, 1980, 1985 e 1987

Campeonato Paulista – 1931, 1943, 1946, 1948, 1949, 1953, 1957, 1970, 1971, 1975, 1980, 1981, 1985, 1987, 1989, 1991, 1992, 1998, 2000 e 2005

Supercampeonato Paulista – 2002

Campeonato Paulista Extra – 1934

Torneio Início do Campeonato Paulista – 1932, 1940 e 1945

Campeonato Paulista de Segundos Quadros – 1933, 1938 e 1940

Troféu Festival da APEA – 1931

Taça Competência – 1931

Taça Cidade de São Paulo – 1944

Taça Governador do Estado de São Paulo – 1980, 2006 e 2007

Campeonato Paulista de Aspirantes – 1943, 1944, 1945, 1946, 1947, 1953, 1954, 1955, 1960, 1962, 1976, 1989 e 1995, 1960, 1962, 1976, 1989 e 1995

Copa Aspirantes: 1997

Principais jogadores históricos

Rogério Ceni

Maior goleiro artilheiro do mundo, atleta exemplar, campeão mundial com a Seleção Brasileira, bicampeão mundial e da Libertadores, tricampeão brasileiro, capitão e líder incondicional do esquadrão tricolor, Rogério Ceni é a síntese do espírito são-paulino: competente, exigente, obstinado e vencedor.

Lugano

Desconhecido, sua contratação não fora aprovada pelo então técnico, Oswaldo de Oliveira, passando a ser conhecido como “O Jogador do Presidente”. Aos poucos, jogando com uma grande vontade e espírito de luta, Lugano conquistou a torcida são-paulina. Ele foi campeão paulista de 2005; Campeão da Taça Libertadores de 2005; Campeão Mundial de Clubes de 2005, Campeão Brasileiro de 2006.

Kaká

Autêntica jóia tricolor, Kaká foi lapidado desde criança para ser uma verdadeira potência entre os atletas. Bom caráter, inteligente, forte, ágil, veloz. Poucas são as características positivas a um jogador que ele não possui. Em suas primeiras partidas no Tricolor, de cara foi campeão, marcando dois gols na final da competição. Foi Campeão do Mundo em 2002 pela Seleção e escolhido o Melhor do Mundo pela FIFA, em 2007.

Roberto Dias

Apesar de jogar como zagueiro, e por vezes como volante, Roberto Dias chamava atenção pela técnica apurada, as cobranças de falta e os chapéus que dava nos adversários – inclusive em Pelé, que admitiu evitar confrontos com o defensor em campo. Por tudo isso, Roberto Dias é considerado o grande craque tricolor da década de 1960. Defendeu o clube por 13 anos, de 1960 a 1973, período de poucos títulos devido à prioridade dada à construção do estádio do Morumbi, e foi bicampeão paulista em 1970 e 1971.

Raí

O irmão mais novo de Sócrates, ídolo corintiano, conseguiu alcançar a mesma idolatria do Doutor, mas num clube rival. Raí chegou ao São Paulo em 1987, vindo do Botafogo de Ribeirão Preto. O começo no time da capital não foi fácil, e o meia era considerado lento. Com a chegada de Telê Santana, vieram os gols e o sucesso no Tricolor. Além de referência técnica, foi também um líder em campo, o que lhe rendeu a faixa de capitão nas conquistas do Campeonato Brasileiro de 1991 e no bi da Libertadores e do Mundial de Clubes em 1992 e 1993. Voltou em 1998 ao Tricolor, onde encerrou a carreira dois anos depois. Disputou, ao todo, 417 jogos pelo clube e marcou 131 gols.

Pedro Rocha

Vindo do Peñarol, o uruguaio Pedro Rocha chegou ao São Paulo em 1971, aos 28 anos. Nas seis temporadas em que vestiu a camisa tricolor, o meia conseguiu deixar seu nome na história do clube. Seu poder de finalização e sua categoria lhe renderam o apelido de Verdugo (“carrasco” em espanhol). Fez 113 gols em 375 partidas pelo time paulista e conquistou o Campeonato Brasileiro de 1977 e o Paulista de 1971 e 1975. Disputou quatro Copas do Mundo pelo Uruguai.

Leônidas da Silva

Considerado o melhor jogador do mundo na década de 1930, o Diamante Negro foi o responsável pela consolidação do São Paulo como um dos grandes times do Brasil. Chegou ao clube em 1942, onde jogou até 1950 e tornou-se ídolo. Fez 141 gols em 212 jogos, foi a grande estrela do time na conquista de cinco Campeonatos Paulistas em seis anos e foi artilheiro da Copa do Mundo de 1938, com sete gols, pela Seleção Brasileira. A Leônidas é creditada a invenção da bicicleta.

 

 

 

 

Acima/Abaixo GOLS

Acima/Abaixo GOLS >>

Acima/Abaixo GOLS
Sport Club Internacional

Sport Club Internacional >>

Sport Club Internacional
Corinthians

Corinthians >>

Corinthians
Santos Futebol Clube

Santos Futebol Clube >>

Santos Futebol Clube