Goiás Esporte Clube

O Goiás Esporte Clube nasceu de um sonho, que teve os primeiros passos rumo à realidade na noite de 6 de abril de 1943, na calçada da rua 23, Centro de Goiânia, sob um poste de iluminação pública. Foi neste local que um grupo de amigos, que tiveram o sonho em comum, começou a organizar o clube que hoje, passados 75 anos, se transformou num dos principais do País e indiscutivelmente o maior do Centro-Oeste. Ali, naquela calçada, sob aquela luminária, nasceu um campeão.

Na verdade, o inusitado local de fundação do Goiás tem um motivo até certo ponto simplório. O que aconteceu foi que os criadores do clube se reuniram na casa dos irmãos Lino e Carlos Barsi para discutir o projeto. Como se tratava de um grupo de entusiastas, é fácil imaginar o volume elevado das vozes durante o debate. E foi exatamente o barulho da conversa que fez com que a matriarca da família Barsi determinasse que a reunião prosseguisse do lado de fora da casa. Por isso, o Goiás nasceu sob a luz de um poste de rua. Provavelmente, por isso também, que ele seja um clube absolutamente “iluminado”.

Os primeiros anos foram difíceis, embora alguns detalhes já deixassem antever o futuro vitorioso. Acontecimentos como, por exemplo, o 3º lugar no Campeonato Goiano de 1944, o primeiro da história, logo atrás do Atlético e Goiânia, as duas forças da época. Ou a conquista, em campo, do titulo de 1951, perdido posteriormente na Justiça para o Goiânia. De qualquer maneira, se o futuro seria brilhante, as duas primeiras décadas exigiram dedicação, perseverança e determinação dos fundadores.

A primeira partida da história do Goiás foi contra o Atlético Goianiense e, ainda sem recursos financeiros, o novo clube utilizou no confronto camisas com listras horizontais em verde e branco, doadas pelo América Mineiro. Mas como os mineiros só puderam dar nove camisas, o uniforme do time teve que ser completado com camisas na cor branca. O jogo ocorreu no Estádio Olímpico, na Avenida Paranaíba.

Naquela época, o time realizava seus treinos em um campo de terra anexo ao estádio da Avenida Paranaíba, e mandava seus jogos no campo de grama do antigo Olímpico. Em 1960, porém, a diretoria negociou a compra de uma área numa região da cidade então conhecida como Fazenda Macambira. Essa área é hoje a sede da Serrinha, onde está erguido o Estádio Hailé Pinheiro, entre outras benfeitorias. A região é na atualidade um dos pontos mais nobres e valorizados de Goiânia. E a década de 1960, que começou promissora, seria, de fato, o inicio da mudança no status do clube.

O ponto alto daqueles anos foi a conquista do primeiro titulo de campeão goiano. Aconteceu em 1966 e o Goiás fez uma campanha memorável, em que perdeu apenas um jogo, erguendo a taça pela primeira vez, um gesto que se repetiria 26 vezes nas décadas seguintes, transformando o clube no maior vencedor de Goiás e da região Centro-Oeste. Mas foi na década seguinte que o clube começou a dominar os certames estaduais e a ganhar certo destaque em competições nacionais.

Títulos

Campeonato Goiano: 1966, 1971, 1972, 1975, 1976, 1981, 1983, 1986, 1987, 1989, 1990, 1991, 1994, 1996, 1997, 1998, 1999, 2000, 2002, 2003, 2006, 2009, 2012, 2013, 2015, 2016, 2017 e 2018

Copa Centro-Oeste: 2000, 2001 e 2002

Campeonato Brasileiro Série B: 1999 e 2012

Principais ídolos

Lincoln

Os feitos do Leão da Serra começaram em 1973, quando foi artilheiro do Campeonato Goiano com dezoito gols. No mesmo ano, fez o primeiro gol do Goiás na história do Campeonato Brasileiro, na vitória por 1-0 sobre o Flamengo. Participou de cinco edições do Brasileirão, disputou 96 jogos e marcou 39 gols. Primeiro brasileiro a fazer gol no Serra Dourada, Lincoln foi ainda o principal goleador do estadual em 1974 e 1976, com dezoito gols em cada edição. Hoje mora em Goiânia, onde aposentou.

Alex Dias

Chegou ao Goiás para a disputa do Campeonato Brasileiro de 1995, contudo não teve oportunidade. Em 1996, no Campeonato Goiano, destacou-se marcando vários gols decisivos. Também, no mesmo ano, com seus golaços garantiu o 4º lugar no Campeonato Brasileiro. Terminou o ano com dezoito gols. Transferiu-se para a França. Na segunda passagem pelo Goiás, em 2004, marcou 22 gols e o Goiás atingiu excelente colocação no Campeonato Brasileiro. Neste mesmo ano, Alex Pantanero ou Alex Dias liderou a artilharia do Campeonato Brasileiro por inúmeras rodadas.

Fernandão

Teve o inicio de sua carreira ainda criança em janeiro de 1990 na escolinha de futebol do Goiás Esporte Clube. Três meses depois, foi chamado pelo treinador Allan Kardec para as categorias de base do clube e, em janeiro de 1995, subiu para o profissional com apenas dezesseis anos. Fernandão conquistou quase tudo pelo Goiás. Foi penta campeão Goiano em 1996, 1997, 1998, 1999 e 2000. Campeão da Série B do Brasileirão em 1999, e o bi da Copa Centro-Oeste em 2000 e 2001. Com 108 gols em 271 jogos, é o quarto maior artilheiro da história do Goiás.

Harlei

Iniciou sua carreira no Cruzeiro, passou pelo Comercial de Ribeirão Preto/SP em 1999 foi para o Vila Nova e também em 1999 passou ao Goiás. Harlei fez 831 jogos com a camisa do Goiás entre 1999 e 2014, é recordista de jogos com a camisa do esmeraldinho e é hoje um dos maiores ídolos do clube. Pelo Goiás, Harlei consagrou-se Campeão Brasileiro Série B em 1999 e 2012, Tricampeão da Copa Centro-Oeste (2000, 2001 e 2002) e Campeão Goiano (7 vezes) 2000, 2002, 2003, 2006 e 2009, 2012 e 2013.

Acima/Abaixo GOLS

Acima/Abaixo GOLS >>

Acima/Abaixo GOLS
Sport Club Internacional

Sport Club Internacional >>

Sport Club Internacional
Corinthians

Corinthians >>

Corinthians
São Paulo Futebol Clube

São Paulo Futebol Clube >>

São Paulo Futebol Clube
Santos Futebol Clube

Santos Futebol Clube >>

Santos Futebol Clube