Fortaleza Esporte Clube

Falar das origens do Fortaleza Esporte Clube passa necessariamente por falar do maior desportista cearense de todos os tempos: Alcides de Castro Santos. Primeiramente, ele fundou em 1912 um clube também chamado Fortaleza, que posteriormente veio a ter suas atividades encerradas. A seguir, participou da fundação do Stella Foot-Ball Club, em 1915 (Stella era o nome de um colégio suíço onde estudavam os filhos de alguns nobres representantes da alta sociedade de Fortaleza). Este clube teve estreita ligação com o Fortaleza Esporte Clube (FEC), principalmente pela presença de Alcides Santos na formação dos dois, tendo o Fortaleza sido fundado em 18/10/1918. Como grande desportista que era, também estimulou e participou da fundação de Riachuelo, Tabajara e Maranguape, todos antes de 1918. Esteve ligado ao Fortaleza EC em seus primeiros 20 anos de história.

1920 a 1930 Primeiro arrastão de títulos O primeiro campeonato cearense realizado pela ADC foi disputado por quatro clubes, a saber: o Fortaleza (campeão), o Guarany (vice), o Bangu (terceiro lugar) e o Ceará (quarto lugar). O Fortaleza formava com Quinderé, Meton e Riquet; João Gentil, Lucio Bauerfeldt e Petter; Clovis Moura, Artur Oliveira, Humberto Ribeiro, Juracy e Pontes. O artilheiro cearense daquele ano também foi do Fortaleza: Humberto Ribeiro, com 11 gols.

1946 é um ano de muitos acontecimentos para o Tricolor de Aço. Muda-se de nome. Por decreto presidencial, as palavras estrangeiras foram retiradas do nome do clube. De Fortaleza Sporting Club, passa a ser Fortaleza Esporte Clube. Neste mesmo ano foi campeão cearense, ao vencer, no dia 18 de agosto, o Luso por 8×1. O time era formado por: Juju; Stênio e Zé Sergio; Jorge, Arrupiado e Vianinha; Carrim, Adalberto, França, Idalino e Piolho. O artilheiro foi França, com 11 gols. Também nesse ano, é coroado primeiro campeão do Nordeste, em Natal, onde o atacante velocista Jombrega fraturou a perna. Venceu o América de Natal na final.

Em 1957, o então presidente do Fortaleza, Carlos Rolim Filho, resolveu reunir sua diretoria para definir a compra de um terreno para a construção de um estádio para o Tricolor de Aço. Aprovada a compra, sua primeira atitude foi visitar o primeiro presidente da história do clube, Alcides Santos, quando lhe comunicou oficialmente que o mesmo seria homenageado, dando nome ao mais importante patrimônio do Fortaleza, que passou a se chamar Estádio Alcides Santos.

Títulos

Brasileiro Série B: 2018

Torneio Norte-Nordeste: 1970.

Copa do Nordeste: 2019

Taça Cidade de Natal (Torneio dos Campeões do Nordeste): 1946.

Taça Brasil/Zona Norte-Nordeste: 1960 e 1968.

Campeonato Cearense: 1920, 1921, 1923, 1924, 1926, 1927, 1928, 1933, 1934, 1937, 1938, 1946, 1947, 1949, 1953, 1954, 1959, 1960, 1964, 1965, 1967, 1969, 1973, 1974, 1982, 1983, 1985, 1987, 1991, 1992, 2000, 2001, 2003, 2004, 2005, 2007, 2008, 2009, 2010, 2015, 2016, 2019.

Liga Metropolitana: 1919 (houve dois campeonatos neste ano)

Torneio Início do Estadual: 1925, 1927, 1928, 1933, 1935, 1948, 1960, 1961, 1962, 1964, 1965 e 1977.

Torneio Quadrangular Silvio Pacheco: 1957.

Principais Ídolos

Ronaldo Angelim

Ronaldo Simões Angelim, mais conhecido como Ronaldo Angelim é um ex-futebolista brasileiro que atuava como zagueiro.

Nascido na cidade de Porteiras, na região do Cariri, Ronaldo Angelim mudou-se, ainda recém-nascido, para a cidade de São Paulo, local de registro de seu nascimento. Porém, logo em seguida, sua família voltou ao Ceará, onde Ronaldo Angelim veio a crescer, numa comunidade próxima à cidade de Juazeiro do Norte.

No Fortaleza, brilhou de 2001 a 2005. O “magro de aço” logo virou xodó da torcida, seja pela agilidade, a precisão e velocidade que impunha nos jogos, como pela humildade na hora de dar entrevistas.

Acumulou títulos cearenses e 2 acessos à Série A pelo Fortaleza. No segundo, em 2004, foi dele o gol final da campanha que culminou no improvável acesso com o vice-campeonato da Série B.

Transferiu-se para o Flamengo, onde também virou ídolo da torcida. Um dos momentos mais importantes de sua carreira foi o gol do título do Flamengo no Campeonato Brasileiro de 2009.

Dude

Dude é um futebolista brasileiro que atuava como volante. Destacou-se no futebol no time do Esporte Clube Limoeiro, clube interiorano cearense, mas tornou-se conhecido no Fortaleza, onde jogou por mais de oito anos. Dude detém a incrível marca de mais de 400 jogos com a camisa do Fortaleza, sendo homenageado pela torcida no jogo contra o Bahia, em 23 de novembro de 2008, quando ganhou uma placa de homenagem pelo feito, na ocasião os jogadores entraram com uma camisa alusiva ao fato com os dizeres “Dude 400, um eterno Leão”. É o atleta com o maior número de finais de Campeonatos Cearenses da história, todas pelo Fortaleza.

Bosco

Bosco atuou como goleiro, iniciou a carreira como profissional em Vitória de Santo Antão, no Clube Vitória, mas ficou mais conhecido quando foi treinar no Sport, onde destacou-se, chegando à Seleção Brasileira.

Jogou também pelo Cruzeiro, pela Portuguesa de Desportos e, em 2003, novamente pelo Sport. No ano seguinte foi para o Fortaleza, onde foi o grande destaque da equipe na campanha na Série B 2004, que culminou no acesso à Serie A. Foi campeão ceaense em 2005 no Tricolor de Aço, particinando da boa campanha leonina na Primeira Divisão, 11º lugar.

No final de 2005, foi contratado pelo São Paulo, onde atuou até 2011. Voltou ao Fortaleza em 2017, para trabalhar como preparador de goleiros. No clube, conseguiu o acesso à Série B, ficando o tricolor cearense com o vice-campeonato da Série C. No início de 2018, deixou o Fortaleza para voltar a viver com a família na Flórida/EUA.

Acima/Abaixo GOLS

Acima/Abaixo GOLS >>

Acima/Abaixo GOLS
Sport Club Internacional

Sport Club Internacional >>

Sport Club Internacional
Corinthians

Corinthians >>

Corinthians
São Paulo Futebol Clube

São Paulo Futebol Clube >>

São Paulo Futebol Clube
Santos Futebol Clube

Santos Futebol Clube >>

Santos Futebol Clube