Filipe Luís

Informações do Jogador

Nome completo: Filipe Luís Kasmirski

Data de nascimento: 9 de agosto de 1985 (34 anos)

Local de nascimento: Jaraguá do Sul (SC), Brasil

Nacionalidade: brasileiro

Altura: 1,82 m

Pé: canhoto

Carreira

Revelado pelo Figueirense em 2003, atuou no clube até 2004 quando se transferiu para o Ajax, da Holanda. Sem espaço no clube, seu agente, Juan Figer o colocou no Rentistas – um clube de aluguel do qual Juan Figer era sócio – a fim de valorizar seu passe.

Com contrato com o Rentistas, foi emprestado ao Real Madrid B, e depois para o Deportivo de La Coruña, que o contrataria em definitivo em 2008.

Deportivo La Coruña

Em 2006 foi contratado pelo Deportivo de La Coruña.

Foi eleito pela UEFA como o melhor lateral-esquerdo do Campeonato Espanhol (temporada 2008–09). O jogador também tem em seu currículo um recorde importante: atuou consecutivamente nas últimas 66 partidas como titular com a camisa do La Coruña.

No dia 23 de janeiro de 2010, num jogo contra o Athletic Bilbao, sofreu uma grave fratura do perônio com luxação do tornozelo direito após chocar-se com o goleiro adversário, Gorka Iraizoz, na mesma jogada onde fez o primeiro gol da vitória de 3 a 1 do Deportivo La Coruña. Ele ficou afastado dos gramados por vários meses, perdendo assim as poucas chances que ainda lhe restavam de ser convocado à Copa do Mundo de 2010.

Atlético de Madrid

Em 23 de julho de 2010, Filipe Luís assinou por cinco anos com o Atlético Madrid por uma taxa não revelada, que, segundo relatos, alcançou 12 ou 13,5 milhões de euros.  Sua estreia oficial ocorreu em 26 de setembro em casa contra o Real Zaragoza, onde montou o compatriota Diego Costa para o único gol do jogo, recebendo elogios do Man of the Match.

Em sua primeira temporada, Filipe Luís lutou constantemente pelo status de primeira escolha com o jovem formado Antonio López. Em 10 de abril de 2011, ele marcou seu primeiro gol pela equipe em uma vitória em casa por 3 a 0 sobre o Real Sociedad; em 17 de janeiro de 2013, marcou o segundo em uma derrota por 2 a 0 do Real Betis para a Copa del Rey. Ele também jogou os 90 minutos completos na final da compeição contra o Real Madrid, que terminou com um triunfo por 2 a 1 no estádio Santiago Bernabéu.

Filipe Luís fez sua primeira aparição na Liga dos Campeões da UEFA na edição de 2013–14, ajudando o Colchoneros a garantir o primeiro lugar no Grupo G ao marcar uma vez em um gol em casa por 4 a 0 do FK Austria Wien Durante a campanha da liga, ele fez parte de uma linha de fundo estelar que apenas sofreu 26 gols em 38 jogos, já que o Atlético conquistou o título da liga pela primeira vez em 18 anos; além disso, ele participou de dez competições na Liga dos Campeões, incluindo a derrota final por 1 a 4 para o Real Madrid em Lisboa, sendo posteriormente eleita a melhor zagueira da Liga Espanhola ao lado do companheiro de equipe Miranda e de Sergio Ramos, do Real Madrid.

Chelsea

Em 16 de julho de 2014, Chelsea e Atlético acertaram uma taxa de £ 15,8 milhões pela transferência de Filipe Luís, sujeita a termos pessoais. O jogador finalmente assinou um contrato de três anos, dois dias depois, afirmando na sua chegada: “Essa jogada é um sonho tornado realidade para mim. Agora tenho a oportunidade de jogar pelo Chelsea e também pela Premier League. Estou muito feliz e ansioso para começar e dar o meu melhor para a equipe nas próximas temporadas.

Filipe Luís estreou em um amistoso de pré-temporada contra o Wolfsberger AC, em 23 de julho de 2014. Seu número de esquadrão foi confirmado como 3, substituindo Ashley Cole, que acabara de se mudar para A.S. Roma. No primeiro jogo da sua nova equipe na temporada da liga, fora de Burnley, ele foi um substituto não utilizado, com César Azpilicueta jogando pela lateral esquerda; mais tarde ele expressou que estava contente em ser a segunda escolha atrás de seu companheiro de equipe, se eles estivessem jogando bem, comparando sua situação com o experiente goleiro Petr Čech, que foi contratado pelo Thibaut Courtois.

Filipe Luís estreou-se na terceira partida do Chelsea, jogando os últimos sete minutos de uma vitória por 6–3 no Everton, no lugar de Eden Hazard, em 30 de agosto de 2014. Ele começou pela primeira vez em 17 de setembro, jogando o empate em casa por 1 a 1 contra o FC Schalke 04 no primeiro jogo da fase de grupos; com o Azpilicueta suspenso, ele recebeu sua primeira partida em 26 de outubro, por 1 a 1. 1 empate fora para o Manchester United.

O único gol de Filipe Luís para o Blues foi em 16 de dezembro de 2014, um livre de 25 jardas em um sucesso de 3 a 1 no Derby County nas quartas de final da Copa da Liga. Azpilicueta, no entanto, jogou na lateral esquerda na final da competição e venceu por 2-0 contra o Tottenham Hotspur.  Em 3 de maio de 2015, ele entrou como substituto do Hazard na prorrogação em uma vitória em casa por 1-0 sobre o Crystal Palace, que garantiu o título da liga; O técnico José Mourinho confirmou em 21 de julho que deixaria Stamford Bridge depois de apenas um ano

Volta ao Atlético de Madrid

Em 28 de julho de 2015, Filipe Luís voltou ao Atlético Madrid em um contrato de quatro anos por uma taxa não revelada. Ele retornou à equipe em 22 de agosto, quando eles abriram a temporada com uma vitória em casa sobre o UD Las Palmas, por 1-0; 45 na vitória por 3-0 no jogo reverso no dia 17 de janeiro seguinte, ele marcou seu primeiro gol desde o retorno.

Em 30 de janeiro de 2016, Filipe Luís foi expulso na primeira metade de uma derrota por 1 a 2 no FC Barcelona por um desafio contra Lionel Messi, e o companheiro de equipe Diego Godín também foi dispensado. A dupla escapou das críticas do técnico Diego Simeone, mas Filipe Luís recebeu uma proibição subseqüente de três partidas; ele continuou sendo um titular indiscutível durante sua passagem pelo Estádio Vicente Calderón.

Em março de 2018, após uma colisão com Eder, do FC Lokomotiv Moscou, em um empate na Liga Europa, Filipe Luís quebrou a fíbula na perna esquerda, inicialmente pensando em perder o resto da temporada e, portanto, na Copa do Mundo da FIFA de 2018, mas fazendo uma recuperação em dois meses. Ele terminou sua segunda temporada no Atlético após a expiração de seu contrato, em 30 de junho de 2019

Flamengo

Em 23 de julho de 2019, Filipe Luís retornou ao Brasil e assinou um contrato de dois anos e meio com o Clube de Regatas do Flamengo.

Seleção Brasileira

Em 7 de agosto de 2009, Filipe Luís foi convocado pelo Brasil pela primeira vez, substituindo Marcelo, machucado, por um amistoso contra a Estônia, mas acabou não saindo do banco no triunfo por 0 a 1, em 12 de agosto. Ele estreou na eliminatória da Copa do Mundo da FIFA 2010 contra a Venezuela, em 15 de outubro.

Filipe Luís foi selecionado na equipe que venceu a Copa das Confederações da FIFA 2013 em casa, embora ele não tenha entrado em campo durante a competição. Ele foi um dos sete jogadores em espera para a Copa do Mundo de 2014, mas não fez o corte final.

Em 11 de outubro de 2014, no Superclásico das Américas daquele ano, em Pequim, Filipe Luís jogou toda a vitória por 2-0 contra a Argentina. Com Marcelo ausente por lesão, ele jogou todos os minutos de sua campanha na Copa América de 2015, no Chile, que terminou nas quartas de final.

Em 17 de novembro de 2015, Filipe Luís marcou seu primeiro gol pelo Brasil na derrota por 3 a 0 do Peru para a Copa do Mundo de 2018, realizada em Salvador, Bahia. Em maio de 2018, ele foi nomeado na equipe de 23 jogadores de Tite para as finais na Rússia, fazendo sua estreia na competição em 27 de junho, quando substituiu o machucado Marcelo nos primeiros minutos da vitória na fase de grupos por 2-0 contra Sérvia.

Em maio de 2019, Filipe Luís foi incluído no elenco de 23 jogadores da Copa América de 2019 em casa.  Na partida dos quartos-de-final contra o Paraguai, em 27 de junho, ele foi substituído por Alex Sandro no intervalo após sofrer uma lesão, pois sua equipe avançou para a próxima fase depois de vencer por 4 a 3 nos pênaltis; para conquistar o título, após uma vitória por 3 a 1 sobre o Peru na final no Estádio do Maracanã.

Títulos e Prêmios individuais

Figueirense

Campeonato Catarinense: 2003 e 2004

Ajax

Campeonato Holandês: 2003–04

Supercopa dos Países Baixos: 2005

Atlético de Madrid

Liga Europa: 2011–12, 2017–18

Supercopa da UEFA: 2010, 2012, 2018

Campeonato Espanhol: 2013–14

Copa do Rei: 2012–13

Chelsea

Copa da Liga Inglesa: 2014–15

Campeonato Inglês: 2014–15

Seleção Brasileira

Copa das Confederações: 2013

Copa América: 2019

Prêmios individuais

35.º melhor jogador do ano de 2016 (Marca)

 

Acima/Abaixo GOLS

Acima/Abaixo GOLS >>

Acima/Abaixo GOLS
Sport Club Internacional

Sport Club Internacional >>

Sport Club Internacional
Corinthians

Corinthians >>

Corinthians
São Paulo Futebol Clube

São Paulo Futebol Clube >>

São Paulo Futebol Clube
Santos Futebol Clube

Santos Futebol Clube >>

Santos Futebol Clube