Botafogo de Futebol e Regatas

 

Botafogo de Futebol e Regatas é uma agremiação poliesportiva brasileira, com sede no bairro homônimo ao clube, na cidade do Rio de Janeiro. Nascido da fusão do Club de Regatas Botafogo (fundado para o remo em 1894) com o Botafogo Football Club (formado para o futebol em 1904), é um dos principais clubes do Brasil. Suas maiores glórias esportivas vêm principalmente do futebol, especialmente entre as décadas de 1950 e 1960, considerada sua era de ouro.

Conhecido pela estrela de cinco pontas em seu distintivo, que lhe dá a alcunha de clube da Estrela Solitária, o Botafogo tem como suas cores oficiais o preto e o branco. Desde 2007, manda seus jogos de futebol no Estádio Nilton Santos, antes chamado de Engenhão. Um dos clubes mais populares do Brasil, tem como seus principais rivais o Flamengo, o Fluminense e o Vasco da Gama.

A primeira metade do século XX foi um período de ouro para o Botafogo, no futebol: conquistou o tetracampeonato carioca com títulos consecutivos, em 1932, 1933, 1934 e 1935, além de ter sido base da seleção brasileira nas Copas do Mundo de 1934 e 1938. No final da década de 50, o Botafogo apresentava ao mundo Mané Garrincha, que logo seria considerado uma das melhores canhotas de todos os tempos. Nos anos 60 o Botafogo conquistou o bicampeonato da Taça Rio-São Paulo (em 1961/1962), conquistou o bicampeonato carioca (em 1967/1968) e a Taça do Brasil em 1968. Logo voltaria a ser time-base da seleção brasileira para a Copa de 1970.

Após esse brilhante desempenho o Botafogo teve uma dura queda nas duas décadas seguintes, perdendo títulos, sua sede e até o seu estádio como pagamento de dívidas. Em 1990 o clube começa a se reerguer conquistando a Taça Conmebol e o Campeonato Brasileiro. E a partir de 2000 o Botafogo reconquista uma sede.

Títulos

TÍTULOS INTERNACIONAIS

Copa Conmebol: 1993

TÍTULOS NACIONAIS

Taça do camp. Brasileiro (1995)

Campeonato Brasileiro em 1968

(Taça Brasil) 1995

Campeonato Brasileiro da Série B: 2015

TITULOS REGIONAIS

Copa dos Campeões Estaduais (Rio-São Paulo): 1930 (disputado em 1931)

Torneio Rio-São Paulo: 1962, 1964, 1966 e 1998

TÍTULOS ESTADUAIS

Campeonato Carioca: 1907, 1910, 1912, 1930, 1932, 1933, 1934 , 1935, 1948, 1957, 1961, 1962, 1967, 1968, 1989, 1990, 1997, 2006, 2010, 2013, 2018

Torneio Início: 1934, 1938, 1947, 1961, 1962, 1963, 1967 e 1977

Torneio Municipal do Rio de Janeiro (Taça Prefeitura do Distrito Federal): 1951

Campeonato Municipal (Taça Cidade Maravilhosa): 1996

Taça Guanabara: 1967, 1968, 1997, 2006, 2009, 2010, 2013 e 2015

Taça Rio: 1989, 1997, 2007, 2008, 2010, 2012 e 2013

Taça Augusto Pereria da Mota (segundo turno do Carioca): 1975

Taça José Wânder Rodrigues Mendes (segundo turno do Carioca): 1976

Torneio da Capital – Copa Rio: 1995

TORNEIOS INTERNACIONAIS

Torneio Internacional da Colômbia (Quadrangular de Bogotá): 1960

Triangular Internacional da Costa Rica: 1961

Pentagonal do México: 1962

Torneio de Paris (FRA): 1963

Torneio Jubileu de Ouro da Associação de Futebol (La Paz/BOL): 1964

Quadrangular do Suriname: 1964

Taça Carranza de Buenos Aires (ARG): 1966

Taça Círculo de Periódicos Esportivos (Caracas/VEN): 1966

Triangular de Caracas (VEN): 1967

Hexagonal do México: 1968

Triangular de Caracas (VEN): 1970

Torneio de Genebra (SUI): 1984

Torneio de Berna – Philips Cup (SUI): 1985

Pentagonal da Costa Rica: 1986

Torneio Cidade de Palma de Mallorca (ESP): 1988

Torneio da Amizade (Veracruz/MEX): 1990

Triangular Eduardo Paes (Rio de Janeiro): 1994

Troféu Teresa Herrera (ESP): 1996

Copa President of Alaniya – Vladikavkaz: 1996

Copa Peregrino (Rio de Janeiro): 2008

TORNEIOS NACIONAIS

Triangular de Porto Alegre: 1951

Quadrangular Interestadual: 1954

Taça Governador Magalhães Pinto (Belo Horizonte): 1964

Quadrangular de Teresina-PI: 1966

Taça Independência do Brasil (Brasília): 1974

Torneio Ministro Ney Braga (Manaus-Belém): 1976

Torneio 23° Aniversário de Brasília (Taça Gov. José Ornellas): 1983

Copa Rio-Brasília: 1996

Principais Ídolos

Garrincha

Manuel dos Santos nasceu dia 18 de outubro de 1933, em Pau Grande (RJ). Ponta-direita de dribles desconcertantes, jogou no Botafogo de 1953 a 1965. Estreou no Campeonato Carioca de 1953, marcando pênalti o gol de empate com o Bonsucesso, que vencia por 2 a 1. Considerado o mais habilidoso jogador de futebol de todos os tempos, dono de uma incrível capacidade de driblar sempre para o mesmo lado, ele é até hoje o símbolo máximo do Botafogo.

Zagallo

Mário Jorge Lobo Zagallo nunca foi um jogador comum. Visionário, na década de 50 já vislumbrava que o futebol nunca seria plástico e visualmente bonito como o brasileiro. E percebeu que os adversários usariam artifícios para anular suas virtudes. E, mostrando uma filosofia pioneira, correndo por todos os cantos do gramado, Zagallo conseguiu destaque, tornando-se armador, ponta-esquerda, auxiliar de lateral-esquerdo. Numa equipe em que atuavam mitos como Mané Garrincha e Didi, além do consagrado Amarildo, Zagallo mostrou sua importância e consciência tática garantindo sua vaga de titular nesse lendário ataque, que levou o Botafogo ao bicampeonato estadual nos de 1961 e 1962.

Nilton Santos

Tão adorado quanto Garrincha. Tão respeitado quanto Pelé. Com sua habilidade e categoria, Nilton Santos ultrapassou o conceito de maior lateral-esquerdo da história do futebol mundial. Ao ser chamado de “A Enciclopédia do Futebol”, teve de forma definitiva o merecido reconhecimento de sua incrível capacidade de encarar o torcedor. Em toda sua carreira jogou apenas no Botafogo e, além da do Glorioso, a única camisa que usou foi a da Seleção Brasileira. No Botafogo, disputou 723 partidas, marcando 11 gols. Na Seleção, fez 84 jogos, marcando 3 gols.

Túlio Maravilha

Nascido em Goiânia em 2 de junho de 1969, o filho do seu Mussolini, um fiscal aposentado do estado de Goiás, nunca pôde ser reconhecido pela técnica apurada. Embora tenha sido torcedor do Vila Nova durante toda a infância, Túlio começou a carreira no arqui-rival Goiás. Em 1987, atuando pela categoria juvenil, marcou 22 gols e tornou-se artilheiro do campeonato estadual.

No Botafogo, Túlio atingiu o melhor momento da carreira. Em 1994, foi novamente artilheiro do Brasileiro pelo Botafogo, embora não tenha conseguido impedir a eliminação do time carioca. Já nessa época ele fazia a alegria da torcida com frases de efeito.

Em 1995, Túlio foi um dos destaques do Botafogo na conquista do Campeonato Brasileiro, competição em que foi o artilheiro com 23 gols. O atacante ficou na equipe até 1996 quando se transferiu para o Corinthians. Depois o craque ainda teve duas passagens pelo Glorioso, mas nada comparável com o sucesso de 1995, embora tenha ganho ainda o Rio-São Paulo em 1998.

Jairzinho

Velocidade, força física e eficiência, três palavras que descrevem o brilhante futebol do ídolo Jairzinho. O atacante chegou ao Fogão no fim dos anos 50, para atuar na base do clube. O jovem se destacou e no ano de 1965 foi promovido aos profissionais, com a tarefa de substituir ninguém menos que Garrincha.

Jairzinho não demorou para ganhar espaço no time principal e se tornar o líder técnico da equipe. Em seus 413 jogos pelo Botafogo, o camisa 7 conquistou o bi-campeonato Carioca nos anos de 1967 e 1968. Ele também venceu dois Rio-São Paulo em 1964 e 1966.

O “Furacão de 70”, apelido que ganhou na Copa de 1970, está na galeria de artilheiros alvinegros e ocupa a 6ª posição com 186 gols.

 

 

Acima/Abaixo GOLS

Acima/Abaixo GOLS >>

Acima/Abaixo GOLS
Sport Club Internacional

Sport Club Internacional >>

Sport Club Internacional
Corinthians

Corinthians >>

Corinthians
São Paulo Futebol Clube

São Paulo Futebol Clube >>

São Paulo Futebol Clube
Santos Futebol Clube

Santos Futebol Clube >>

Santos Futebol Clube